Um dia triste…

Esses dias fui a uma Missa de sétimo dia aqui na paróquia. Logo quando cheguei, recebi um folheto com as leituras e as músicas que seriam cantadas na celebração. Não dei muita atenção pro papel na hora, só depois que resolvi dar uma olhada. E foi quando levei o primeiro choque. Colocaram a tal da música do Zaqueu na hora da Comunhão! Que triste!
A equipe que estava responsável pela liturgia da Missa era da paróquia, assim como os músicos, o padre não. Era de fora. Um dos músicos havia, há dois anos, discutido (educadamente) comigo via e-mail sobre a músicas litúrgicas. Usei de todos os argumentos possíveis, mostrei todos os documentos magisteriais da Igreja, e a discussão se encerrou.

Fiquei triste em ver que ele continua colocando a vontade pessoal acima do que é correto. Continua sem entender o real significado da Santa Missa.
E tocaram várias músicas, apenas duas litúrgicas, e a assembleia não participava muito. Não deu outra, na hora do Zaqueu, logo após a comunhão, quase todos os presentes cantavam a música, o cantor super envolvido com a canção… e eu? Eu só não chorei por pouco, e não foi de comoção. Foi de dor! Pela primeira vez na vida, eu senti dor física ao presenciar abusos litúrgicos… eles geralmente me tiram do sério, me deixam inquieto. Mas dessa vez, eles doeram… como se eu visse as pessoas enfiando cravos por todo o corpo de Nosso Senhor… foi bem triste. Um dos momentos mais tristes que eu vivi dentro da Igreja…

Zelo litúrgico, pelo visto, nenhum…

Oremos.

Anúncios

~ por Marcelo Rezende em 25/01/2010.

4 Respostas to “Um dia triste…”

  1. Acho que vale você comentar seu desagrado sim, mas não citando um momento tão particular e sensível da vida de pessoas que lhe cercam. Achei esse post delicado.

  2. Pronto, vc tinha razão. Assim fica melhor.

  3. No mais, DEUS tudo vê. E vê mais do que nós. As imperfeições, as maldições e/ou influências malígnas nos homens que estão dentro e fora de Sua ‘casa’. Nós responderemos pelo que fazemos.

  4. Realmente triste… eu, por outro lado, tive grande alegria dia desses ao participar da Missa em São Domingos… com todas as músicas litúrgicas. No final da celebração, o padre fez questão de destacar a importância das músicas da missa, para não virar bagunça e terminar causando dor em pessoas como vc, Celó.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: